domingo, 26 de março de 2017

Acervo digital do Museu da Imigração de SP

No circuito de lugares favoritos dos genealogistas brasileiros, figura sempre o Museu de Imigração do Estado de São Paulo.


Na primeira vez que fui pesquisar registros da hospedaria em busca de dados genealógicos, o Museu da Imigração era conhecido como Memorial do Imigrante. A pesquisa já era organizada, mas era feita in loco, lá na Mooca. (Essa frase ficou engraçada).

Hoje, o museu tem mais de 250 mil imagens digitalizadas, disponíveis para consulta online que incluem:

Iconografias; Documentos que solicitam restituição das despesas de transporte dos imigrantes até a chegada ao Brasil; Dados do livro de registro das pessoas que passaram pela Hospedaria de Imigrantes; Mapas e plantas referentes a núcleos coloniais, plantas da antiga Hospedaria de Imigrantes e do Museu da Imigração; Publicações de colônias de imigrantes no Brasil, com edições entre os anos de 1886 e 1987; Documentos que declaravam uma garantia de auxílio ao imigrante que pretendesse se juntar à sua família já instalada no Brasil.




Meus favoritos são as Listas de Bordo, onde já encontrei o ramo materno da minha avó paterna e paterno do meu avô paterno.

Para acessar, clique em Memória do Imigrante e procure pelo registro da passagem de famílias de portugueses, italianos, japoneses, coreanos, libaneses e outras nacionalidades que imigraram para o Brasil via porto de Santos entre 1887 e 1978, ou pessoas que foram registradas nos órgãos de fiscalização de estrangeiros em São Paulo entre os anos de 1939 e 1984.


Dados da Pesquisa online



...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...